Descubra Como Ganhar Dinheiro Usando as Redes Sociais

Embora hoje as pessoas passem muito tempo em plataformas como Facebook ou Instagram, muitas pessoas ainda se perguntam como ganhar dinheiro com as redes sociais. Bem, a primeira coisa que você deve saber é que eles não são usados ​​apenas como distração, mas também como local de trabalho.

De acordo com a pesquisa Global Digital 2020 , existem 3,8 bilhões de usuários ativos nas redes sociais no mundo, que passam em média 2 horas e 24 minutos conectados. Com tantas pessoas interagindo todos os dias, esses parecem bons espaços para gerar renda.

1. Venda seus próprios produtos digitais

Se você sabe muito sobre um assunto e pode compartilhar seu conhecimento com outras pessoas, por que não usar a Internet para monetizá -lo ?

Uma das formas de ganhar dinheiro com as redes sociais é criando seus próprios produtos digitais e utilizando seus perfis nas redes para promovê-los.

Não importa se você sabe mais sobre gastronomia, educação financeira, negócios ou qualquer outro assunto. A verdade é que, hoje, a maioria das pessoas busca informações na Internet.

Assim, você pode usar suas habilidades para produzir, por exemplo, ebooks, manuais ou podcasts.

A grande vantagem é que, por se tratar de produtos digitais , você não precisa de uma infraestrutura física para vendê-los. Você só precisa encontrar uma plataforma online para hospedá-los.

Então, você pode usar redes sociais como Facebook e Instagram para divulgá-los. E ainda existe o Whatsapp que é uma ferramenta poderosa para vendas pessoal, e automatizada também, existe programas como o SocialMaker que te ajudar a vender de forma automática no Whatsapp.

Ao encontrar seu nicho de mercado e divulgar seu produto de forma atrativa, você poderá ganhar dinheiro fazendo o que sabe, além de ajudar milhares de pessoas a se formarem.

2. Crie cursos online

Outra forma de ganhar dinheiro com as mídias sociais é criando e vendendo cursos online.

Essa prática tem a ver com o tópico anterior, pois trata-se também de produtos digitais. A diferença é que aqui você precisará criar um conteúdo mais completo que possa ser dividido em etapas.

Você pode, por exemplo, criar uma série de vídeos e disponibilizar materiais adicionais para seus alunos aprofundarem seus conhecimentos.

Nesse sentido, as redes sociais também são fortes aliadas para ajudar na divulgação. E para isso, é fundamental que você se apresente como especialista no tema abordado para ganhar a confiança do seu público.

3. Divulgue os produtos digitais de outras pessoas

Se você não deseja produzir seu próprio produto digital, tem a possibilidade de ganhar dinheiro com as redes sociais promovendo materiais criados por terceiros. Assim, ao realizar uma venda, você receberá uma comissão.

Existem duas formas de divulgar os produtos digitais de outras pessoas. Aqui você os tem:

Entre em contato direto com o produtor

A primeira forma de ganhar dinheiro nas redes sociais promovendo conteúdo de terceiros é entrando em contato direto com o produtor.

Por exemplo, você pode negociar uma comissão por postar uma avaliação positiva sobre um determinado curso, usando um código de desconto específico em suas redes sociais.

Mas, lembre-se de que esse é um processo mais trabalhoso, pois você terá que negociar com o produtor e, em alguns casos, acompanhar suas vendas pode não ser tão simples.

Torne-se um afiliado

Essa é a segunda estratégia que você pode usar para gerar renda divulgando os infoprodutos de outras pessoas. Como Afiliado , você terá um link específico para realizar vendas. Isso traz benefícios como:

  • Mais fácil de acompanhar suas vendas;
  • Possibilidade de criar sua própria loja virtual com materiais de diferentes produtores;
  • Automatização da atribuição de comissões .

Em qualquer uma das duas estratégias, as redes sociais serão muito úteis para você, pois são excelentes canais de divulgação.

O SEO e sua Importância Para a Importação

Quando dizemos que a maior parte do público chega em um site através de motores de busca ou buscadores, estamos dizendo que mais de 90 % dos compradores buscam produtos através desses mesmos motores de busca. Sendo assim é de grande importância que um site, plataforma, e-commerce ou loja esteja indexado a alguns buscadores. Os buscadores mais conhecidos e utilizados atualmente são o Google e Bing.

Antes de estreitarmos tanto a relação e a importância do SEO para comércios, negócios, exportação e importação vamos estar compreendendo o que é SEO e como otimizá-lo da forma mais ideal possível.

A definição de SEO

SEO é uma sigla para Search Engine Optimization. Em tradução livre para o português pode ser entendido como otimização para motores de busca. Lembrando que os motores de busca mais conhecidos atualmente são o Google e Bing. O SEO é praticamente um conjunto de técnicas para posicionar um site em um motor de busca específico. Então antes de entender as técnicas de SEO temos que entender como os buscadores determinam o posicionamento de cada site.

Entendendo um pouco sobre motores de busca

Eu aprendi com o especialista em SEO chamado Douglas Rezende que os motores de busca tem ferramentas e informações que os auxiliam a classificar o quão relevante é um determinado site para um usuário.  Para isso ele se baseia em inúmeros fatores que são, por exemplo, tempo de carregamento do site, visual do site, quantidade de palavras, quantidade de imagens, coerência, coesão e ortografia dos textos, tipo do conteúdo presente no site, tempo médio do usuário no site, links que o site tem, quantidade de sites que apontam para o site em questão, entre muitos outros.

Seria possível apresentar e descrever cada possível fator que o motor de busca pode levar em consideração para posicionar, isso é, ranquear um site. Também é importante destacar que cada motor de busca pode apresentar fatores ou critérios diferentes para o ranqueamento de sites. Vamos conhecer mais detalhadamente alguns fatores!

Tempo de carregamento: No mundo de hoje todo mundo tem pressa e isso é possível ver no trânsito, em restaurantes, entre outros. Agora imagine que está acessando um site que demora 30 segundos para começar a ser utilizável, vai usar ele ou procurar por uma alternativa?

Visual do site: A maioria dos seres humanos associa o bem estar e beleza a simetricidade. Imagine um site organizado, separado por tópicos e um site sem ordenação nenhuma. Em qual é mais fácil encontrar mais conteúdos? Qual vai fazer com que fique mais tempo olhando?

Referências: Tanto as referências que um site se baseia quanto às referências que submetem ao site, isso é, o citam, tem grande papel no ranqueamento. Um exemplo prático é pensar em emissoras de televisão. Se a rede Globo cita uma pessoa, essa informação vai atingir uma grande quantidade de usuários. Se a rede Nós cita a mesma pessoa, menos pessoas vão ver a mesma informação porque a rede Globo é mais conhecida que a rede Nós.

Qualidade e formatação dos textos: Se um texto é mal escrito ou, ainda, difícil de ler, poucos usuários terão paciência ou, persistência, para ler o texto até o fim. Se o texto tem muitos erros de português ele perde credibilidade. Se o texto é muito longo ou extenso os leitores tendem a fechar o site antes de ler. Para isso existem várias técnicas que podem ser utilizadas para melhorar o SEO de um site.

Melhorando o SEO de um site

A forma mais fácil de melhorar o SEO de um site é através do conteúdo. Existem alguns fatores como a localização que são fixos e não tem como serem alterados com facilidade. Existem outros fatores que podem depender de uma terceira pessoa como é o caso da otimização das velocidades de carregamento das páginas que pode ser feita por um programador.  Pensando, agora, exclusivamente no conteúdo do site, separamos algumas dicas.

Palavra chave: Entenda por palavra chave o que um usuário busca. Imagine, como exemplo,  um usuário que pesquisa por futebol. O usuário pode estar procurando por jogos, notícias, regras, datas, entre outros. Porém quem digita somente futebol está, provavelmente, procurando por notícias e assim os sites com notícias de futebol apresentam melhor classificação do que sites com regras sobre o futebol, por exemplo.

Título: O título é junto com uma imagem uma das grandes capas para qualquer conteúdo. Um título pode ser interessante a ponto de provocar o leitor a entrar no site ou tão desinteressante que não vale um clique. Títulos pouco desejáveis são ou curtos ou muito longos, como por exemplo, como emagrecer. Títulos interessantes são completos e atraem o leitor como 10 produtos recomendados para emagrecimento.

Link Building: Entenda por link building quando alguém chega ao seu site clicando em um link de um site de terceiro. Imagine que venda, por exemplo, eletrônicos. Assim você pode e é aconselhado a fazer link building com sites referências na área como o tudocelular quando o assunto é celular.

Com essas dicas já é possível ter um conteúdo de qualidade em sua plataforma de vendas. Então utilize o máximo de descrição de forma coesa e coerentes na divulgação dos produtos, adicione imagens em diferentes posições, títulos atrativos e completos, entre outras dicas que podem ser conferidas no Curso de Marketing Digital.

Como podemos ver a internet é a grande porta de entrada para o público que deseja comprar produtos. Quem regula essas porta são os motores de busca como o Google. Então é importante que o Google tenha uma boa avaliação do funcionamento e conteúdo do seu site para que possa ter mais usuários querendo comprar seus produtos.